Escolha uma Página

Nessa última semana, recebi alguns convites inusitados para falar sobre o dia do idoso. Fiquei pensando muito se escreveria algo especial. Aqui, estou escrevendo um post sobre esse dia. Um repórter fez-me uma pergunta que fiquei pensando como iria responder. A pergunta era: – Você saberia dizer que tipo de idoso estamos formando nos dias de hoje? Fiquei surpreso, mas a pergunta dele tinha um lado importante que na maioria das vezes não levamos em consideração, de como estamos encarando a nossa vida. Algum tempo atrás que venho aperfeiçoando meu desenvolvimento emocional e acredito que todos nós estamos vivendo muito o famoso aqui e agora e deixando de lado aspectos que poderão ocasionar um desconforto no futuro. Estou falando do seu propósito de vida. Minha formação é fisioterapia, e tenho visto muito idoso chegar a sua velhice tomando muitos remédios, muitos ansiolíticos, antidepressivos, diuréticos, beta-bloqueadores e aí vai a lista…… No entanto, nós seremos os idosos do amanhã. O que estamos fazendo com a nossa vida?

Estamos pensando em dinheiro, em realização profissional, conquistas materiais, em diversão, festas, correria……mas nada de saúde. Cada vez mais, vejo pessoas se afundando atrás do trabalho, levando trabalho para casa, não tendo tempo para viver, tempo para brincar com os filhos, tempo para dar um abraço apertado na esposa ou esposo, tempo para falar do casamento, tempo para compartilhar algo em família.

Mas, a pergunta é o que fazer? Resposta simples – basta organizar sua vida. Veja as áreas que você precisa dar mais atenção e corra para organizá-las. Pense que temos um prazo de validade, e se você pensa que a vida é festa? Logo verá que seu propósito é festa. Se você pensa que a vida é uma corrida, você passará a valorizar velocidade, se você pensa que a vida é uma maratona, você importará mais com a resistência, ou se você é aquele que pensa que a vida é uma batalha, bem, você precisará sempre estar vencendo alguma coisa. E assim somos nós. Quem você é?

Mas, lembre que precisamos pensar que vida queremos ter. Precisamos fazer um exercício simples. Desenhe no seu caderno a sua vida. E veja quais são os propósitos para sua vida. E aí, arquitete sua velhice pensando mais nela.

Eu quero envelhecer com muita saúde, sabe para quê? Para chegar meus 80 anos, brincando com meus netos, viajando com minha esposa, acompanhando a minha filha, e dar palestra para mais de 2000 pessoas. Isso é a minha motivação. E qual é a sua?

Quero deixar um E-book das 5 coisas que destrói a terceira idade.